Cruzeiros Marítimos no Brasil – Parte 2

Anos 70/80

Com o sucesso nos anos 60, os cruzeiros marítimos se tornaram a viagens dos sonhos de muitos brasileiros nos anos 70.

A Costa mantém o “Andrea C” nos famosos “cruzeiros ao Prata” que incluíam Montevideo/Punta de Leste/Buenos Aires e também para os cruzeiro para Manaus que era o mais longo da temporada ( mais de 20 dias – ida e volta).

 

Com a demanda de passageiros brasileiros aumentando, outros navios chegam nos verões da década de 70 , estes foram os principais:

Fiz um Cruzeiro no Federico C. para Buenos Aires e gostei muito do fato de ele ter 3 piscinas na popa algo novo na época..

Seguindo o sucesso dos navios da linha Costa, a Abreutur traz o navio portugues Funchal que fez várias temporadas no Brasil :

Fiz um cruzeiro no Funchal para Buenos Aires e gostei muito , principalmente da comida, portuguesa com certeza..

Mas o navio que mais fazia sucesso era o Eugenio C, um clássico de uma geração.  Foi considerado um dos mais rápidos e estilosos dos anos 60/70.
Com 30.500 toneladas , 3 piscinas , amplos salões de festa.

Image

Image

O Eugenio C, fez várias temporadas de verão no Brasil. Seu cruzeiro até a Terra do Fogo  ( Patagonia) era o mais longo da temporada. Chegou a fazer um cruzeiro até Miami de mais de 30 dias, passando pelo nordeste brasileiro e caribe.

Eu cheguei a fazer um cruzeiro até Salvador no Eugenio C , me lembro do luxo e requinte da época.

Com o seriado de TV  ” O barco do amor” – Love Boat , os cruzeiros ficavam mais populares no mundo todo..e todos sonhavam com as aventuras a bordo..

Ainda passaram pela costa brasileira nos anos 70/80 os navios, Italia C.

Danae da linha Costa também.

O luxuoso navio grego Navarino fez muito sucesso no início dos anos 80 no Brasil , e teve até merchandising na novela da Globo , ” Água Viva”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *